O MEU PLEXO SOLAR

O MEU PLEXO SOLAR
O meu plexo solar

outubro 03, 2010

ASSIM ME VEJO E OIÇO

Como exprimir o cansaço existencial? Penso que Fernando Pessoa o faz lindamente. Depois de muito procurar encontro as suas palavras soberbas, que comungam com o meu ser. Confesso que nem sempre me sinto assim, mas decididamente são inúmeras as vezes que assim me vejo e oiço....

"Não ,não é cansaço
É uma quantidade de desilusão
Que se me entranha na espécie de pensar
E um domingo às avessas
Do sentimento
Um feriado passado no abismo...

Não, não é cansaço
É eu estar existindo
E também o mundo
Com tudo aquilo que contém
Como tudo aquilo que nele se desdobra
E afinal é a mesma coisa variada em cópias iguais

Não.Cansaço porquê?
É uma sensação abstrata
Da vida concreta-
Qualquer coisa como um grito
Por dar,
Qualquer coisa como uma angústia
Por sofrer
Ou por sofrer completamente
Ou por sofrer como...
Sim, ou por sofrer como...
Sim, isso mesmo

Como quê?
Se soubesse, não haveria em mim este fal cansaço
(Ai ,cegos que cantam na rua,
Que formidável realejo
Que a guitarra de um, e a viola de outro,e a voz dela!)

Porque oiço,vejo.
Confesso:é cansaço!..."

Álvaro de Campos, in "Poemas"
Heterónimo de Fernando Pessoa
E assim meus amigos, que sempre me acompanharam ao longo de tantos anos, digo um até mais logo...não sei quando...talvez nunca...não sei!...Talvez quando o sol voltar a brilhar no meu sorriso ,ou quando sentir a frescura das palavras na minha face, ou mesmo quando se anunciar a morte ...desse maldito cansaço,que me desencanta totalmente...
Um beijinho doce a todos,um abraço sentido e muita Luz!
Namastê
P.S - o texto aplica-se a todos os meus espaços.
Música Jon Anderson & Vangelis- I,ll find may way home (quem sabe!!!)