O MEU PLEXO SOLAR

O MEU PLEXO SOLAR
O meu plexo solar

maio 21, 2017

INDIFERENÇA

Como se Morre de Velhice

“Como se morre de velhice
Ou de acidente ou de doença,
Morro, Senhor, de indiferença.

Da indiferença deste mundo
Onde o que se sente e se pensa
Não tem eco, na ausência imensa.

Na ausência, areia movediça
Onde se escreve igual sentença
Para o que é vencido e o que vença.

Salva-me, Senhor, do horizonte
Sem estímulo ou recompensa
Onde o amor equivale à ofensa.

De boca amarga e de alma triste
Sinto a minha própria presença
Num céu de loucura suspensa.

(Já não se morre de velhice
Nem de acidente nem de doença,
Mas, Senhor, só de indiferença.) “


Cecília Meireles, in 'Poemas (1957) ‘-Citador

Beijinho doce

maio 05, 2017

"CRUELDADE E SOFRIMENTO"

“A crueldade é constitutiva do universo, é o preço a pagar pela grande solidariedade da biosfera, é ineliminável da vida humana. Nascemos na crueldade do mundo e da vida, a que acrescentámos a crueldade do ser humano e a crueldade da sociedade humana. Os recém-nascidos nascem com gritos de dor. Os animais dotados de sistemas nervosos sofrem, talvez os vegetais também, mas foram os humanos que adquiriram as maiores aptidões para o sofrimento ao adquirirem as maiores aptidões para a fruição. A crueldade do mundo é sentida mais vivamente e mais violentamente pelas criaturas de carne, alma e espírito, que podem sofrer ao mesmo tempo com o sofrimento carnal, com o sofrimento da alma e com o sofrimento do espírito, e que, pelo espírito, podem conceber a crueldade do mundo e horrorizar-se com ela.
A crueldade entre homens, indivíduos, grupos, etnias, religiões, raças é aterradora. O ser humano contém em si um ruído de monstros que liberta em todas as ocasiões favoráveis. O ódio desencadeia-se por um pequeno nada, por um esquecimento, pela sorte de outrem, por um favor que se julga perdido. O ódio abstracto por uma ideia ou uma religião transforma-se em ódio concreto por um indivíduo ou um grupo; o ódio demente desencadeia-se por um erro de percepção ou de interpretação. O egoísmo, o desprezo, a indiferença, a desatenção agravam por todo o lado e sem tréguas a crueldade do mundo humano. E no subsolo das sociedades civilizadas torturam-se animais para o matadouro ou a experimentação. Por saturação, o excesso de crueldade alimenta a indiferença e a desatenção, e de resto ninguém poderia suportar a vida se não conservasse em si um calo de indiferença. “

Edgar Morin, in 'Os Meus Demónios'
Em que mundo vivemos? Para onde vamos? E quando crianças são crueis? O que fazer?

Estou desolada … pois tive conhecimento!

abril 25, 2017

REINO DE SONHO

A localização de Shambala é um mistério.Muitos exploradores de diferentes tradições espirituais tentaram encontrar a “cidade invisível” sem sucesso. Alguns apontam o deserto de Gobi como o lugar que abriga a “morada dos deuses” (ou dos mestres ascensos). Mas Shambala situa-se além da realidade física percebida pelo homem, sendo uma ponte,um portal entre o mundo material e o espiritual. Muitos dos Lamas do Tibet dedicaram, e dedicam, as suas vidas a um desenvolvimento espiritual que possa conduzi-los a uma “viagem até Shambala”.
Os textos budistas dizem que Shambala pode ser alcançada apenas através de uma longa e difícil jornada entre grandes desertos e montanhas, e só quem é chamado e tem preparação espiritual poderá encontrá-la. Outros encontrarão apenas tempestades e montanhas vazias, ou então a morte.
Assim sendo…
Uma história antiga no Tibete diz que certa vez um jovem aventurando-se em busca de Shambala, explorou as imensas montanhas encontrando uma caverna e deparou-se com um ancião eremita que perguntou ao jovem:
“Quais as metas que o fazem explorar estas profundas neves?”
“Encontrar Shambla,” respondeu o jovem .
“Ah,não precisa ir muito longe.” retorquiu o ermitão. “Contemplar o reino de Shambala, está dentro do seu coração.”

Tal como outros lugares, como por exemplo, a verdadeira Jerusalém…não?

abril 20, 2017

EM REFLEXÃO

Olá meus queridos amigos e amigas:

Tenho andado afastada e não me tem apetecido fazer postagens. Senti-me cansada e com dores nas costas, o que faz com que fique parada uns tempos, pois tenho que melhorar. Além disso a minha cabeça também não anda muito bem. Nem sei o que dizer.... às vezes sinto-me bem, outras não...
Espero que tenham passado uma boa Páscoa. A minha lá se passou e aproveitei para ler. Voltei a ler o livro " O Mestre dos Mestres" de Augusto Cury; ir em busca de respostas... Acho que o meu problema reside nisto: repetir leituras para encontrar respostas... Li igualmente "Maria", que dizem que foi uma excelente Educadora. Quem me dera assim ser... saber lidar com mestria as minhas emoções.Agora vou refletindo e treinando... custa muito...

Voltarei e não me esqueço de vós. Muito brevemente...

Beijinho doce e agradeço as visitas aos meus espaços...