O MEU PLEXO SOLAR

O MEU PLEXO SOLAR
O meu plexo solar

março 19, 2007

PAI DE SONHO

Percorri as planícies até chegar à cidade. Já nas suas portas sorria à azàfama que se vivia...veleiros que partiam, outros que chegavam...a feira faiscava de vida. As cores insinuavam-se envoltas em tecidos leves e transparentes...o odor das frutas ...a alegria dos vendedores...a preocupação dos compradores que regatiavam seus preços...


Aqui desaguavam grandes remessas de prata, ouro, pedras preciosas, associadas ao comércio da mais fina e pura seda...da púrpura e dos óleos de ricos aromas. Adorava ,especialmente, o de rosas e jasmim...

Caminho do meu refúgio,enquanto pensava como era bom viver neste tempo aureo edificado pelo meu avô e cimentado pela Amor do meu Pai.É certo que havia luxo, harmonia igualmente...paz com as tribos das montanhas e dos vales...não havia pobreza, pois o comércio com os povos do mar e com aqueles que sulcavam o deserto, trazia prosperidade.

Era assim o Reino do meu Pai...adorado Pai que me trazia como a sua menina.Quantas vezes não calvaguei a seu lado, para sentir a briza daquelas paragens mágicas...observando a paisagem crivada com sulcos de construções e que reluziam em nossos olhos...Riamo-nos , faziamos corridas ...

_Quem chega primeiro?
_Eu, gritava eufóricamente!

Finalmente em casa. O seu interior era luminoso,com uma grande lareira acesa que resplandecia sol por todo o lado.A decoração era simples, funcional...Adorava banhar-me naquele tanque ,que o meu pai mandou construir para me deliciar com as carícias dos óleos que provinham de terras logínquas...o seu doce aroma que se impregnava na minha pele... enquanto o meu pai recitava por trás do espesso reposteiro palavras que escrevia nas horas mais quentes em que todos dormiam a sesta...

Acompanhado por uma lira cantava:

"Centelha de Fogo
Que me ilumina
Doce Filha
Que me aconselha e afaga
Dar-te -ei tudo.....
Terás sempre o meu Amor de Pai..."


Sorrindo feliz, pensava que sorte tinha em ter um progenitor assim....não era um sonho....era Magia de Pai que enchia o meu lar.
Era a bondade em pessoa...Quando a noite ia alta e as estrelas já sorriam...cobria-me com a minha capa, olhava-o , aconchegava-o e dizia-lhe:

_Já Venho ,meu Pai.

E ele sorria...


Afinal foi ele que já foi...partiu para a terra dos Deuses...iluminado pelas Estrelas que sempre teimaram sorrir no seu Reino.

Um Beijo de Luz...meu Pai.